Um Dezembro tão igual e tão diferente

Olá:
Que saudades da altura em que sonhava com o Natal...
- pela reunião de toda a família, dos primos, dos avós...mais tarde dos sobrinhos, dos cunhados...
- com a azafama da compra das prendas...
- com as doçarias, com o bacalhau, com o gosto das pencas cozidas, com o acordar com a casa a cheirar a roupa velha...
- com o meu pai a levar os netos à cidade para ver as iluminações...
- com o meu avô a levar-nos ao monte para escolher um pinheirinho e apanhar o musgo...
- com a magia em que o pão se transformava em rabanadas...
...
 
e de repente tudo é diferente!
Beijinhos Silvestres
 

 







3 comentários:

Anónimo disse...

É Natal, minha Amiga Olgajánamora, é Natal.
Que o 'diferente' não te tire o Brilho das Estrelas que fazem importante este e todos os Natais.
És Caminheira. Já vi (porque estava ao lado) que não são subidas como as de Augapesada a caminho de Fisterra que te fazem abrandar, por isso, Caminha com a tal 'estrela na fronte e canto nos lábios', e tem um belo "white X-mas". Abraço.

aflores disse...

O tempo passa, as "diferenças" se repetem, as tradições se vivem, as recordações guardam-se.

Gosto muito das fotos... parece que foi ontem e a filhota está uma mulher.

Os meus "meninos" também estão grandes... ele com 29 e ela com 23 :) :) :)

Tudo de bom para a minha querida amiga e respectiva família.

;)

aflores disse...

Em visita aos meus blogues preferidos, passo por aqui e aproveito para desejar Feliz e bom ano novo.

Tudo de bom!